Notícias

Policial civil morto por militares da marinha estava vivo quando foi jogado em Rio

O corpo do especialista da Polícia Civil, Renato Couto, 41 anos, está sendo analisado no IML e as primeiras conclusões foram reveladas. De acordo com informações preliminares, Renato ainda estava vivo quando foi lançado no rio Guandu.

De acordo com especialistas forenses, água foi encontrada em seu pulmão. Isto significa que Renato estava vivo quando foi jogado no rio e que inalou água enquanto tentava respirar. Antes de ser jogado, ele foi baleado três vezes.

O documento revela que o policial “tinha ferimentos no abdômen e membros inferiores, com hemorragia; asfixia mecânica subsequente devido a afogamento; projétil de arma de fogo e afogamento”.

1 2Próxima página
Botão Voltar ao topo