Notícias

Laudo médico revela detalhes sobre o estado mental da mulher que foi flagrada com sem-teto

O caso da Planaltina continua a ter muitas repercussões nas mídias sociais. Após todo o incidente, o marido da mulher alegou que ela estava passando por um episódio psicótico quando ela decidiu fazer sexo com o homem sem-teto. Assim, o companheiro acusa o desabrigado, Givaldo Alves, de abusar de sua esposa. O mendigo alegou em uma entrevista que toda a relação era consensual, inclusive que foi a mulher quem tomou a iniciativa.

Em meio ao debate, um relatório médico afirmava que a mulher realmente tinha um longo e extenso histórico de problemas mentais. Segundo o médico, a mulher é atualmente incapaz de falar sobre o episódio da noite do dia 9. Nesta ação judicial, movida pelo marido, ele também acrescentou um pedido ao judiciário para que Sandra fosse representada por outra pessoa para que ela não tivesse que comparecer às audiências.

Portanto, o juiz então solicitou na última quinta-feira (24/3), um atestado médico de Sandra para provar porque ela ainda não pôde comparecer a futuras audiências. Desde 2017, o paciente tem sofrido de distúrbios psicológicos, incluindo indicações médicas para hospitalização psiquiátrica, conforme descrito no documento.

1 2Próxima página
Botão Voltar ao topo